TOP

Turismo da paraíba vai ao Rio Grande do Sul com 14 mil operadores

PBTur vai divulgar Destino Paraíba para 14 mil profissionais  durante Festival de Turismo de Gramado

Os principais roteiros da Paraíba serão apresentados numa das maiores vitrines do turismo brasileiro: o Festival de Turismo de Gramado, realizado na Serra Gaúcha. O evento começa nesta quinta-feira (5) e segue até sábado (7), reunindo os maiores expositores do turismo nacional e internacional. A expectativa da organização do evento é de que aproximadamente 14 mil profissionais e mais de 65 destinos internacionais participem da feira.

De acordo com o diretor de Marketing da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Luciano Lappa, o evento é considerado a principal feira geradora de negócios da América Latina, respaldado pelos países que integram o Mercosul, como Brasil, Argentina, Chile e Uruguai. O executivo afirma que a Paraíba buscará estreitar o relacionamento e as ações que vem sendo desenvolvidas junto aos mercados argentino, chileno e uruguaio.

“É fundamental estarmos juntos desses mercados, além do nacional, porque precisamos intensificar o processo de divulgação para despertar o interesse desses turistas de conhecerem a Paraíba”, pontua Luciano Lappa. Durante o festival, além da distribuição de material institucional sobre a Paraíba, que será feita no estande, o diretor pretende agendar alguns contatos para prospectar novas ações junto ao Mercosul.

Luciano Lapa lembra que a PBTur vem trabalhando o mercado argentino há três anos, e iniciou uma etapa de aproximação com operadores do Chile e Uruguai, esse segundo mercado com a chancela da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). “É um trabalho a longo prazo, mas é fundamental que estejamos próximos desses mercados, mostrando que temos interesse desse intercâmbio”, enfatiza o diretor da PBTur.

Nesse processo, destaca Luciano Lapa, a parceria com todo o trade paraibano tem sido um diferencial. No estande da Paraíba no Festival de Gramado há espaço para que o setor hoteleiro e as prefeituras possam apresentar seus produtos aos profissionais de turismo nacional e internacional. “Essa sempre foi a política adotada pelo Governo do Estado, de proporcionar essa parceria em prol do desenvolvimento do nosso turismo”, disse.

 

 

 

Read More
TOP

Empresa aérea Azul apresenta o primeiro A330 com nova a configuração

Aviação , A330 pintado em homenagem à Azul Viagens

A330 pintado em homenagem à Azul Viagens

Demorou mas valeu a pena. A partir de amanhã, 9, os clientes da Azul Linhas Aéreas com destino aos estados Unidos poderão experimentar o novo A330 da companhia, apresentado hoje, em Campinas, à imprensa e convidados. “Esse é mais um dia histórico para a Azul, ao introduzirmos um produto que fará a diferença nas viagens de nossos clientes, que sem dúvida terão a melhor experiência de voo entre o Brasil e os Estados Unidos”, disse o presidente da companhia, Antonoaldo Neves.

A aeronave, pintada em homenagem à Azul Viagens, operadora do grupo (será alguma recado à Bratzoa, que interpelou a empresa no Cade e na Anac?), fará os voos para Fort Lauderdale, na Flórida. A partir de novembro o produto estará disponível nos voos para Orlando, incluindo a operação a partir de Belo Horizonte.Os A330 da Azul contam com 242 assentos em três classes: Azul Xtra Business Class, Economy Xtra e Economy.(Panrotas e Sbnews.com.br))

Read More
TOP

Doença genetica rara gera comoção no Chile amplia debate sobre doação de orgãos

Garoto com doença genética rara gera comoção no Chile e amplia debate sobre doação de órgãos

Image copyrightCORTESIA VIVIANNE PEREY
Image captionEm fevereiro deste ano, Cristóbal se sentia perfeitamente saudável – hoje sua vida corre perigo

Há algumas semanas, Cristóbal Gelfenstein Perey completou seus 14 anos de idade, mas não pôde festejar – ele está internado sob cuidados intensivos em um hospital em Santiago, no Chile.Assim como sua irmã, Cristóbal sofre de uma doença muito rara de origem genética que afeta o sistema respiratório e pode matá-lo.

O caso dele chamou a atenção no país e o garoto virou prioridade nacional para um transplante de pulmão. No Chile, a taxa de doação de órgãos ainda é baixa, com somente sete pessoas doadoras para cada milhão – no Brasil, segundo os dados mais recentes, são 14,2 doadores por milhão.À espera, família e amigos correm contra o relógio para evitar que Cristóbal acabe morrendo da mesma doença que já tirou a vida de sua irmã em 2012 – a hemangiomatose capilar pulmonar. A garota tinha apenas 17 anos quando faleceu.

 ‘Arrastão ostentação’: Suspeitos no RJ expõem cotidiano de violência na web

A vida do adolescente depende do transplante, e a família tem feito campanha pelas redes sociais nas últimas semanas para tentar conseguir um doador – o lema é “Salvem o Cris” – e estimular mais chilenos a se tornarem doadores de órgãos.

“Eu perdi uma filha há três anos com essa mesma doença. Sei como é difícil encontrar esse pulmão e sei que a vida de Cris depende disso”, lamentou a mãe do adolescente em um vídeo no YouTube que faz parte da campanha para salvar seu lho.

“Eu sei que ele vai aproveitar muito a vida, vai ser um garoto muito, muito feliz se tiver essa chance. Ele vai ser muito grato. E… Nós não queremos perdê-lo”, completou.A mãe diz que o menino é uma criança bastante otimista, mas tem dias que acaba ficando desanimado pela doença. Todo dia, ele faz algum tipo de exercício em aparelhos, uma caminhada na esteira ou alguns minutos na bicicleta – tudo para minimizar a perda de massa muscular, algo essencial para que ele possa se recuperar depois de um transplante futuro.

Doença rara

A hemangiomatose capilar pulmonar é uma má formação nos pulmões que dificulta o processo de oxigenação do sangue.Ela resulta de um crescimento capilar anormal nos pulmões e acredita-se que isso esteja relacionado a uma mutação genética.Essa anomalia gera uma hipertensão pulmonar aguda – e a consequência é um excesso de pressão no coração, que resulta em uma insuficiência cardíaca.

Image copyrightCORTESIA DE VIVIANNE PEREY
Image captionCristóbal vive com a ajuda de aparelhos que fazem seu pulmão e seu coração funcionarem

O coração de Cristóbal começou a falhar em 31 de agosto, quando ele deu entrada no hospital. Agora, tanto os pulmões quanto seu coração estão funcionando somente com a ajuda de aparelhos.A prioridade é “cuidar do coração o máximo possível até que aconteça o transplante”, conforme explicou a mãe do garoto, Vivianne Perey, à BBC.

Mas a equipe médica que cuida de Cristóbal, e que é liderada pelo mesmo cirurgião cardiovascular, Cristián Baeza, que há alguns anos cuidou de sua irmã, não sabe detalhes sobre como a doença se desenvolve, já que ela é bastante rara e pouco conhecida no mundo – até hoje, houve apenas 50 casos registrados dela em todo o planeta.

Read More
TOP

Como o mundo econômico-financeiro continua lucrando enquanto o resto mundo enfrenta crise

Image copyrightReutersImage captionEnquanto moradores de muitos países latino-americanos apertam o cinto, bancos elevam a rentabilidade em várias nações da região

Os bancos na América Latina parecem ter encontrado a fórmula dos sonhos no mundo dos negócios: ganhar cada vez mais dinheiro, mesmo em tempos de vacas magras.No Brasil, o lucro conjunto dos quatro maiores bancos cresceu 46% no primeiro semestre deste ano ante o mesmo período de 2014, apesar de o país enfrentar uma recessão e um escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras e o governo federal.No México, os lucros do setor bancário aumentaram quase 14% entre janeiro e junho deste ano na comparação com a primeira metade de 2014 – ou seja, cinco vezes mais que a taxa de expansão do PIB (Produto Interno Bruto) local.

Brasil rebaixado: com perda de grau de investimento, dólar e juros podem ficar mais caros-Algo parecido ocorre em outras nações latino-americanas com economias em desaceleração.-Bancos de países como Colômbia, Equador, Paraguai e Uruguai registraram mais ganhos nos primeiros seis ou sete meses de 2015 do que em períodos iguais do ano passado.

A tendência se estende a países que passam por estagnação econômica desde 2014 e onde os governos adotam bandeiras de esquerda.Bancos da Argentina e da Venezuela ocuparam os 10 primeiros lugares de um ranking regional de retorno sobre capital, divulgado pela publicação especializadaThe Banker em novembro.

Image copyrightGetty
Image captionA desaceleração e a recessão de economias na América Latina não parecem afetar a performance do sistema bancário-Ainda que em geral a bonança tenha começado há tempo para a banca latino-americana, quando a economia regional avançava a pleno vapor, os resultados atuais chamam a atenção de especialistas.

“O lucro, devo dizer, é um pouco surpreendente”, reconhece Claudio Loser, ex-diretor para a América Latina do Fundo Monetário Internacional (FMI), em conversa com a BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC.Então como explicar isso? E quanto mais essa festa bancária pode durar?

Negócio redondo

A despeito das características de cada sistema financeiro, que variam por tamanho e regulação, os latino-americanos têm pontos em comum, apontam analistas.Um deles é que costumam cobrar juros altos pelo crédito ao consumo (no Brasil, por exemplo, a taxa anual para cartões de crédito acaba de atingir 350,79%).

 Capitalismo de Estado’ na berlinda: Petrobras derruba resultado do BNDES na Bolsa

Image captionClaudio Loser: o lucro dos bancos na região é “um pouco surpreendente”-“Você pode observar taxas de lucros muito altas (dos bancos latino-americanos) porque eles tiveram acesso a fundos muito baratos e emprestaram a taxas altas” diz Loser, diretor da consultoria Centennial Latin America, em Washington.
Os créditos ao consumo chegaram a crescer cerca de 20% por ano na região durante a última década, devido à expansão histórica da classe média, que atingiu 181 milhões de pessoas ou 34% da população total.A quantidade de latino-americanos adultos com conta bancária passou de 39% do total de 2011 a 51% no ano passado, de acordo com o Banco Mundial.rturo Sánchez, analista de crédito da Standard & Poor’s (S&P) no México, avalia que as taxas de juros sobre o crédito na região refletem o risco assumido pelos bancos, que até agora, no entanto, evitar lidar com a alta inadimplência.

Image copyrightThinkstock
Image captionOs bancos elevaram seus lucros à medida que tiveram acesso a mais clientes e a crédito nos últimos anos-“Os resultados líquidos se mantivem graças à capacidade dos bancos na América Latina de, em geral, manter níveis manejáveis de carteiras vencidas e perdas de crédito”, apontou Sánchez.
Ele acrescenta que isso permitiu aos bancos evitar aumentos nas provisões, dinheiro destinado a absorver eventuais perdas por exposição ao crédito, o que deixa margens significativas para os lucros.Trata-se, portanto, de um ciclo que parece se fechar de maneira quase perfeita para os bancos da região.

Mais juros, mais dinheiro

Ao mesmo tempo há circunstâncias específicas em alguns países que impulsionam o negócio financeiro.Na Argentina e na Venezuela, por exemplo, o alto retorno dos bancos sobre o capital é atribuído aos elevados índices de inflação, que empurram os juros para cima.

 Incerteza política faz OCDE triplicar projeção de queda de PIB do Brasil em 2015

O Brasil tem uma das taxas de juros real (descontada a taxa de inflação dos juros nominais) mais altas do mundo, que superou 9% na semana passada, quando a S&P retirou o país da categoria de grau de investimento.

Image copyrightThinkstock
Image captionAs altas taxas de juros praticadas por países da região são chave para entender a rentabilidade bancária-E se juros altos pressionam o custo de captação do dinheiro para todos, os bancos tendem a driblar o problema ao repassar esse custo aos clientes.As quatro maiores instituições bancárias brasileiras (Bradesco, Santander, Itaú e Banco do Brasil) registraram lucros equivalentes a US$ 8,7 bilhões no primeiro semestre.
“Os bancos do Brasil são muito líquidos, estão ancorados em títulos públicos do governo e a taxa de juros subiu muito: isso também dá lucros de tesouraria”, afirma João Augusto Frota Salles, analista da consultoria Lopes Filho, no Rio de Janeiro.

E agora?

Especialistas afirmam, contudo, que o panorama está mudando para a banca latino-americana.A agência S&P, por exemplo, rebaixou a nota dos principais bancos do Brasil na semana passada, um dia após retirar do país o selo de bom pagador.Em busca de recursos fiscais, o Brasil busca agora subir os impostos aos lucros bancários, o que, na avaliação da agência de análise de risco Fitch, pode desacelerar o crédito e, segundo políticos de oposição, impor mais custos ao consumidor final.

Image copyrightBBC World Service
Image captionO recuo da economia e do crédito ameaça os ganhos do setor bancário na região(texto:Geraldo lissard-BBC de Londres e Brasil)

 

Read More
TOP

Forte terremoto atinge o Chile e é a um alerta de um tsunami

Houve réplicas e polícia pede calma; abalo foi sentido até no Brasil.Autoridades pediram para população deixar área costeira.(G1 São Paulo)

 

TERREMOTO NO CHILE
Alerta de tsunami foi declarado.Um forte terremoto ocorreu na noite desta quarta-feira (16) ao norte de Santiago, perto de Coquimbo, no Chile.

Não houve relato imediato sobre feridos, danos à infraestrutura ou interrupções em serviços básicos, segundo o Escritório Nacional de Emergência do Chile. No entanto, por volta das 21h20, o jornal “El Mercurio” informava que o prefeito da cidade de Illapel afirmou que uma pessoa havia morrido e havia vários feridos.

Ainda segundo o ‘Mercurio’, a magnitude preliminar do tremor é 8.3. Um alerta de tsunami foi emitido pelas autoridades para toda a região costeira. As autoridades locais determinaram a evacuação das áreas litorâneas, enquanto imagens de televisão mostravam sirenes de alerta ativadas.O tremor inicial foi às 19h54 (hora local, mesma de Brasília) e houve pelo menos três réplicas. A polícia chilena alertou a população a manter a calma diante de novos possíveis abalos.Os Bombeiros de São Paulo informaram que o tremor foi sentido até na capital paulista — muitas pessoas ligaram para o número de emergência reportando o tremor. Diversas províncias argentinas também foram afetadas.

Chilenos ficam na rua após terremoto atingir Santiago nesta quarta (Foto: Pablo Sanhueza / Reuters)Chilenos ficam na rua após terremoto atingir Santiago nesta quarta (Foto: Pablo Sanhueza / Reuters)–“Estamos em uma fase de coletar informação, as pessoas estão assustadas, mas esperamos que as coisas voltem à normalidade”, disse o ministro do Desenvolvimento Social, Marcos Barraza, a jornalistas.

O transporte público funcionava normalmente em Santiago, informaram veículos de imprensa locais, que também informaram sobre cortes de energia elétrica em algumas regiões da capital. Testemunhas da agência  Reuters disseram que o movimento foi sentido inclusive na capital da Argentina.

De acordo com o Centro Nacional de Sismologia da Universidad de Chile, o sismo foi sentido às 19h54, com epicentro localizado 36 quilômetros ao oeste da cidade de Canela e a 11 quilômetros de profundidade. O epicentro do tremor fica no mar, a 243 km de Santiago e a pouco mais de 10 km da costa.Terremoto Chile mapa (Foto: Editoria de Arte/G1)

Vimos carros andando sozinhos”
Thais Luiz, turista

“Estava na parte externa do Shopping Arauco quando percebi que as portas de vidro do cinema estavam balançando bem forte, mas não ventava. Aí percebi que as pessoas começaram a sair. Aí comecei a sentir o chão tremer. Ficamos na parte descoberta, onde a boa parte das pessoas ficaram esperando o tremor passar”, relatou de Santiago a repórter Isabela Leite, do G1.

“Foram dois tremores. O que posso dizer é que estava no hotel e tudo começou a tremer muito. Os móveis no quarto começaram a se movimentar. Quando saí para a rua, estava tudo normal. Na segunda vez eu estava com um grupo de brasileiros na recepção do hotel. Foi mais forte, vimos carros andando sozinhos. Os turistas estavam com muito medo, mas os nativos estavam tranquilos”, disse a turista brasileira Thais Luiz, que está em Santiago.

Terremoto foi sentido em Santiago nesta quarta-feira (16) (Foto: Martin Bernetti/AFP)Terremoto foi sentido em Santiago nesta quarta-feira (16) (Foto: Martin Bernetti/AFP)
Terremoto foi sentido em Santiago nesta quarta-feira (16) (Foto: Martin Bernetti/AFP)Terremoto foi sentido em Santiago nesta quarta-feira (16) (Foto: Martin Bernetti/AFP)
Read More
TOP

Vice Presidente da República diz que “Mais cedo que a Presidente não quer aumentar impostos para Ministro da Fazenda ver contrário”!

Vice-presidente afirmou que governo federal não quer aumentar impostos.Mais cedo, ministro da Fazenda disse que elevação do IR pode ser ‘caminho(Fonte:Fernandsa  Calagaro G1-Brasilia)O vice-presidente da República, Michel Temer, afirmou nesta terça-feira (8) que o governo irá aumentar impostos “só em última hipótese”. Temer falou rapidamente com jornalistas antes de deixar o Palácio do Planalto para se dirigir ao Palácio do Jaburu, onde irá receber governadores do PMDB e os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).Mais cedo, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse, em Paris, que um aumento nas alíquotas do Imposto de Renda é uma possibilidade em estudo dentro do governo para ajudar no equilíbrio das contas públicas e viabilizar “uma ponte fiscal sustentável”.

 

ORÇAMENTO 2016
Ministros entregaram projeto ao Congresso

“Aumento de tributo é só em última hipótese. Em última hipótese, [mas] descartável desde já. Nós não queremos isso”, afirmou Temer.”Temos que verificar, se for possível, simplesmente cortar despesas. A tendência é essa”, complementou o vice-presidente.Também nesta terça, Eduardo Cunha e Renan Calheiros criticaram a possibilidade do aumento no IR. Para Cunha, o governo deve cortar gastos em vez de onerar o contribuinte. Já Renan defendeu que “a primeira coisa a se fazer é cortar despesa”.

Temer admitiu, porém, que um dos temas a serem discutidos no jantar com peemedebistas será o aumento da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), que é um tributo cobrado sobre a venda de combustíveis, para gerar recursos para os cofres da União e dos Estados.O vice-presidente contou ter ficado “impressionado” com a argumentação do ex-ministro Delfim Netto, que defendeu a tese do aumento da Cide em conversa com Temer, conforme o Blog do Camarotti.

“A argumentação dele é justamente essa: que de um lado traz recursos para a União e de outro, para os estados, mas isso nós vamos ver com os governadores”, ponderou. Segundo ele, a ideia é ouvir sugestões do peemedebistas para apresenta-las à presidente Dilma Rousseff.”Nós vamos discutir esse tema [da Cide]. E o tema se inicia exatamente pela ideia do corte de despesas, as pessoas não querem, de modo geral qualquer aumento de tributo”, disse.

Temer repetiu ainda uma metáfora usada pela presidente Dilma Rousseff de que é preciso tomar “remédios amargos” para o país contornar a crise financeira. Ele afirmou que um eventual aumento da Cide representaria o “menor dos remédios amargos”: “Quando se fala em remédios amargos tem que ser, digamos assim, o menor dos remédios amargos.”Jantar
Nesta terça, Temer reunirá a cúpula peemedebista para discutir a crise econômicaenfrentada pelos governos estaduais. Dos sete governadores peemedebistas, devem comparecer ao jantar José Ivo Sartori (RS), Luiz Fernando Pezão (RJ), Paulo Hartung (ES), Renan Filho (AL), Confúcio Moura (RO) e Marcelo Miranda (TO).Jackson Barreto (SE) não deve ir ao evento em razão de um licença médica, informou a assessoria da Vice-Presidência da República. Os líderes do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), e na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), também foram chamados para o encontro.

O jantar ocorrerá no momento em que unidades da federação, como o Rio Grande do Sul, enfrentam uma séria crise financeira. Nos últimos dois meses, o governador gaúcho teve de parcelar o salários dos servidores públicos e atrasar a parcela da dívida com a União por não ter dinheiro suficiente em caixa para quitar as despesas.

Sem previsão de aumentar as receitas, o governo do Rio Grande do Sul tem feito apelos por apoio político e financeiro da União.Outro assunto que deve entrar na pauta do jantar desta terça-feira é o atual distanciamento entre o governo federal e o PMDB. Nas últimas semanas, Temer protagonizou episódio que geraram mal-estar no Palácio do Planalto.

Read More
TOP

Abracorp convida o trade(gestores) para participarem da 43 Abav Expo.

Entidade manterá Ilha Corporativa e sala de capacitação na Vila do Saber A Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp) convida os gestores de viagem a participarem da 43ª ABAV – Expo Internacional de Turismo, que se realizará entre 24 e 26 de setembro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. No evento, a associação repetirá a atuação de anos anteriores, com a Ilha Corporativa Abracorp/Gol – Espaço de Negócios Abracorp e a sala de capacitação Tam/Abracorp, na Vila do Saber. As inscrições já estão abertas.

O presidente do Conselho Administrativo da Abracorp, Edmar Bull, reafirma a importância dos profissionais do setor estarem presentes e participarem ativamente do evento. “A ABAV Expo marcará a retomada das vendas do setor de viagens e turismo para 2016. É importante que neste momento estejamos todos juntos imbuídos de um objetivo comum, que é o fortalecimento do setor. Se juntarmos forças, seremos capazes de atingir esse objetivo”, afirma Bull.

Dentro da ilha corporativa, estará o Business Lounge, espaço onde o gestor terá a oportunidade de conversar pessoalmente com os executivos das principais empresas que compõem o cenário da indústria de viagens corporativas e promover reuniões de negócios no ambiente. “É uma oportunidade ímpar de troca de informações e realização de negócios. Serão sessões fechadas, exclusivas e com vagas limitadas agendadas pela Abracorp e pelas agências associadas”, avalia o presidente.

Outro espaço que a Abracorp disponibilizará em parceria com a ABAV Nacional é a sala de capacitação Tam/Abracorp, que ficará dentro da Vila do Saber. Com uma série de palestras e painéis sobre temas da atualidade e do dia a dia dos profissionais, o espaço servirá para alinhar conhecimentos sobre o setor sobre os temas de tecnologia, mundo digital e gestão de custos. “A capacitação é o grande diferencial para os bons profissionais do setor. A Vila do Saber é uma oportunidade única para os profissionais ampliarem seus conhecimentos, de forma gratuita e rápida”, afirma Gervásio Tanabe, diretor executivo da Abracorp. Confira aprogramação da Vila do Saber.(Panrotas)


Read More
TOP

Senador Renan Calheiros diz que a sociedade não quer que o Congresso ponha”fogo” no país

Para ele, análise de contas de governos ‘não é prioridade’ do Congresso.Presidente do Senado se reuniu com ministros de Fazenda e Planejamento.(Texto:LaisAlegretti-G1 Brasilia)

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), durante entrevista nesta terça-feira (4) (Foto: ane de Araújo/Agência Senado)O presidente do Senado, Renan Calheiros
(PMDB-AL) (Foto: ane de Araújo/Agência Senado)—O presidente do Senado, Renan Calheiros(PMDB-AL), afirmou nesta segunda-feira (10) que a sociedade não quer que o Congresso Nacional ponha “fogo” no país. A declaração foi dada após reunião entre Renan e os ministros Joaquim Levy (Fazenda) e Nelson Barbosa (Planejamento) na residência oficial do presidente do Senado.De acordo com Renan, a apreciação das contas de governos anteriores e do primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff pelo Congresso “não é prioridade” do Parlamento.

“Na medida em que o Congresso tornar isso prioritário, nós estaremos pondo fogo no Brasil. Não é isso que a sociedade quer de nós”, disse Renan.Na última semana, a Câmara dos Deputados aprovou as contas passadas de gestões dos ex-presidentes Itamar Franco, Fernando Henrique Cardozo e Luiz Inácio Lula da Silva. O objetivo do presidente da Casa, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao pautar as matérias é limpar a pauta para votar as contas de Dilma Rousseff do ano passado, sob risco de rejeição pelo Tribunal de Contas da União. Tribunal de Contas da União (TCU) analisa se manobras autorizadas pela equipe econômica no ano passado, último ano do primeiro mandato de Dilma, as chamadas “pedaladas fiscais”, feriram a Lei de Responsabilidade Fiscal. O parecer do TCU pela rejeição ou aprovação seguirá para o Congresso, que decidirá se aprova ou não as contas.

Estímulo à economia
Também nesta segunda-feira (10), Renan apresentou aos ministros uma série de propostas para tentar estimular a economia. O peemedebista, que se afastou do Palácio do Planalto desde que passou a ser investigado pela Operação Lava Jato, classificou a situação do país de “dramática”.Além de Levy e Barbosa, participaram da reunião os ministros Eduardo Braga (Minas e Energia) e Edinho Silva (Comunicação Social), o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), e o senador Romero Jucá (PMDB-RR).”Quanto mais nos esforcemos no sentido de construir convergência, mais o Legislativo colaborará com este dramático momento que vivemos no Brasil”, afirmou Renan, depois de dizer que é preciso dar “fundamento” ao ajuste fiscal. presidente do Senado disse que a lista de propostas é uma colaboração do Congresso Nacional e falou em independência do Legislativo. “É uma colaboração do Congresso Nacional, da isenção do Congresso Nacional, da independência do Congresso Nacional para uma agenda do país”, disse. “Quanto mais independência o Congresso Nacional tiver, mais vai poder colaborar com saída para o Brasil.”

Propostas
As propostas apresentadas por Renan ao governo foram divididas em três áreas: “melhoria do ambiente de negócios”, “equilíbrio fiscal” e “proteção social”. Alguns dos pontos apresentados já estão em estudo pelo governo ou em análise no Legislativo.O documento inclui, sem detalhar, propostas de reforma da Lei de Licitações, do ICMS e do PIS/Cofins – neste caso, o texto propõe uma reforma “gradual, com foco na calibragem das alíquotas, reduzindo a cumulatividade do tributo e a complexidade na forma de recolhimento”.O texto também propõe a implantação da Instituição Fiscal Independente, a aprovação da Lei de Responsabilidade das Estatais e medidas para repatriação de ativos financeiros do exterior. Outras sugestões são a ampliação da idade mínima para aposentadoria, a revisão do imposto sobre heranças e uma proposta para reajuste planejado dos servidores do Judiciário, Legislativo e Executivo.

Na área de “proteção social”, a proposta sugere até mudanças no Sistema Único de Saúde (SUS), com a possibilidade de cobrança diferenciada de procedimentos por faixa de renda. Também fala em “condicionar as alterações na legislação de desoneração da folha e o acesso ao crédito subvencionado a metas de geração e preservação de empregos”.Renan também voltou a defender a redução de ministérios, entre propostas para melhorar a economia do País. “Acho que não há como você fazer ajuste fiscal sem tocar no tamanho do estado, sem enxugar despesa pública do Estado”, disse.

Read More
TOP

ONG quer promover promover investigação sobre o “escandalo internacional Lava a Jato”

Polícia Federal em operação da Lava Jato em foto de arquivo (Reuters)
Polícia Federal em operação ligada à Lava Jato no Rio; foram levantadas suspeitas de propina em obras em outros países–A ONG anticorrupção Transparência Internacional fará uma investigação própria sobre os desdobramentos da operação Lava Jato em outros países do continente.A iniciativa ocorre num momento em que a Lava Jato despertou a atenção no Peru, após virem à tona indícios de que empreiteiras brasileiras teriam pago propinas para executar obras no país.A Proética, entidade que representa a Transparência Internacional no Peru, confirmou à BBC Brasil que vai pedir informações a órgãos públicos peruanos a respeito de contratos no país vizinho de empresas brasileiras citadas na Lava Jato.

“Essa iniciativa de caráter regional surge pelo caso da Lava Jato: seções da Transparência Internacional na Venezuela, Guatemala, Argentina, Peru, Panamá e República Dominicana estão se coordenando (para buscar dados) junto com o departamento de Américas da nossa secretaria, em Berlim”, informou a Proética por e-mail.”A informação (coletada) será avaliada e em seguida remetida aos operadores da Justiça no Brasil. Em outros países da América Latina, as seções nacionais da Transparência Internacional farão o mesmo. A informação que buscamos está relacionada às operações dessas empresas brasileiras (diretamente ou através de sucursais ou consórcios) em países latino-americanos que não o Brasil.””Em cada país onde a Transparência tem uma seção e onde essas empresas atuaram, serão solicitados às autoridades todos os contratos que tiverem, com amparo das leis de acesso à informação”, disse o presidente da Transparência Internacional, o peruano José Ugaz, ao serviço oficial de notícias peruano Agência Andina.

Investigação sobre Dirceu na Lava Jato causa agitação política no Peru

Segundo a Agência Andina, a investigação da Transparência Internacional poderia ir além da América Latina, em países como os EUA e no continente africano, “onde empresas brasileiras executaram obras que hoje são alvo de denúncias de suborno”.No âmbito oficial, o procurador-geral do Peru, Fuad Khoury, afirmou na quinta-feira que também vai investigar o caso.

O caso

Vieram à tona nesta semana informações sobre supostos vínculos de empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras e do ex-ministro José Dirceu com a gestão de Alan García, antecessor do atual presidente peruano, Ollanta Humala, e possível candidato à sua sucessão na eleição de 2016.O congressista Sergio Tejada, ex-aliado de Humala, diz estar apurando os supostos vínculos entre uma brasileira contratada pela empresa JD Consultoria, de Dirceu, empreiteiras e a administração de García.Implicado por delatores da Lava Jato, Dirceu foi preso na última segunda-feira pela Polícia Federal – entre outras acusações, os investigadores dizem que pagamentos feitos por empreiteiras à empresa de Dirceu seriam de propina.Tejada publicou no Twitter a suposta agenda de visitas de Dirceu e de sua contratada Zaida Sisson ao palácio presidencial durante a gestão de García. “Há muito a ser investigado”, escreveu na rede social. Ele citou supostos encontros de Dirceu, de Zaida e cinco empresários com o então presidente, em 2007. O que se sabe sobre o envolvimento de Dirceu com a Lava Jato:

Operação investiga supostos vínculos de empreiteiras com José Dirceu para obras no Peru

O congressista Mauricio Mulder, do mesmo partido que García, o APRA, negou que o ex-presidente tenha se reunido com Zaida. “As visitas ao Palácio nem sempre são ao gabinete presidencial. Posso garantir que ela não teve reunião com o ex-presidente”, disse Mulder, segundo o site do jornal El Comercio.De acordo com a imprensa local, Zaida teria visitado o palácio presidencial também no governo de Humala, em 2013, para reunião com a então responsável pelo Organismo Supervisor das Contratações do Estado, Rocío Calderón.Calderón seria amiga da primeira-dama, Nadine, ainda segundo a imprensa peruana. Quando questionado por jornalistas, na quarta, sobre essa suposta reunião, Humala respondeu que tinha a “impressão” de que querem “afetar uma pessoa” (Calderón).

O Ministério Público local diz já investigar, desde a Operação Castelo de Areia, supostos pagamentos de suborno para a construção da rodovia Interoceânica, que liga Brasil e Peru e foi realizada nos governos de Alejandro Toledo (2001-2006) e de García (2006-2011).Humala afirmou que “lamenta a situação” que o Brasil está vivendo e que se o caso da Interoceânica atingir funcionários de seu governo, eles também serão investigados.Em entrevista, nesta quarta, à emissora de rádio RPP, de Lima, Zaida afirmou que seu trabalho para a JD Consultoria, de Dirceu, consistiu no estabelecimento de relações entre as empresas brasileiras com o mercado peruano. Ela negou irregularidades.( Texto: Marcia Carmo de Buenos Aires para a BBC Brasili)

 

Read More
TOP

Airbus lança hangar inflavel em manutenção de aeronáves

Aviação , (foto: divulgação)

(foto: divulgação)
A Airbus introduziu uma inovação nos procedimentos convencionais realizados em aeroportos ao criar um hangar inflável que pode se mover até a aeronave conforme a necessidade, ao invés do contrário, reduzindo assim atrasos gerados por conta de manutenções não programadas nos aeroportos.Após três anos sendo trabalhada em parceria com a empresa irlandesa J.B Roche, a nova solução já foi regularizada e está disponível para as aeronaves A330, A340, A350 XWB e A380, que receberam um kit com barraca abobadada inflável e sistema de aquecimento, ventilação e ar-condicionado.Segundo a e (Karina Cedeño
 Karina Cedeño-Panrotas e Sbnews.com.br)
Read More